Valores

A importância dos peixes gordurosos na alimentação infantil

A importância dos peixes gordurosos na alimentação infantil


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O peixe é um alimento muito saudável que por vezes é rejeitado pelos mais pequenos pelos mais variados motivos. No entanto, é conveniente que as crianças comam pelo menos duas vezes por semana, de preferência mais. Os pais estão cientes de a importância dos peixes azuis e brancos na dieta das crianças mas, muitas vezes, não oferecemos a ingestão mínima recomendada.

Embora muitas crianças comam no refeitório da escola, é ainda melhor reforçar o seu consumo com peixe em casa. O peixe também é um alimento ideal para a hora do jantar, pois é fácil de digerir, mas fornece calorias suficientes para encher o estômago de uma criança.

Dentro dos peixes existem dois grupos, dependendo da quantidade de gordura que contêm: peixe branco e peixe azul. Além disso, ambos os peixes passam por estações mais e menos gordurosas ao longo do ano.

Os peixes gordurosos (entre os quais salmão, atum e sardinha, entre outros), devido ao seu teor de ácidos graxos insaturados, são a melhor opção para as crianças, pois apresentam muitos benefícios nutricionais.

1. Ácidos graxos ômega 3
Esses ácidos graxos poliinsaturados são conhecidos por apresentarem inúmeros benefícios à saúde. Além de retardar o aparecimento de doenças cardiovasculares, possuem propriedades antiinflamatórias e são essenciais para o desenvolvimento do cérebro.

Os estudos mais recentes sugerem que os ácidos graxos presentes nos peixes podem ser benéficos para a asma, pois reduzem a necessidade de medicamentos devido ao seu efeito na função pulmonar. Por outro lado, também são indicados no transtorno do déficit de atenção e hiperatividade, pois aumentam a capacidade de concentração e as habilidades mentais, graças à sua relação com o desenvolvimento do cérebro. No entanto, essas investigações estão apenas nos estágios iniciais e precisam de mais estudos para serem conclusivas.

2. Vitamina D
A vitamina D é responsável por regular a quantidade de cálcio e fósforo no corpo, por isso mantém uma relação estreita com o crescimento adequado, uma vez que o cálcio é essencial para os ossos. Além disso, tem efeito preventivo contra a diabetes tipo 2 e contra outras doenças tão graves como alguns tipos de câncer.

3. Vitamina B12
A deficiência dessa vitamina causa um tipo de anemia chamada anemia megaloblástica, devido à relação entre a vitamina B12 e os glóbulos vermelhos. Além disso, essa vitamina participa da saúde do sistema nervoso e da capacidade do corpo de obter energia dos alimentos ingeridos. Também é necessário que o corpo use ácido fólico, outra vitamina do grupo B de grande valor na infância.

4. Vitamina A
Sua relação com o sistema imunológico faz dessa vitamina um micronutriente ideal na infância, protegendo nossos pequenos contra possíveis ataques externos. Além disso, participa da saúde da pele, da visão e das membranas mucosas.

5. Selênio e iodo
Assim como a vitamina A, o selênio é importante para o sistema imunológico, além de proteger células e tecidos celulares. Por sua vez, o iodo está envolvido no metabolismo celular e nas reações químicas que ocorrem no corpo.

Você pode ler mais artigos semelhantes a A importância dos peixes gordurosos na alimentação infantil, na categoria Nutrição Infantil no Local.


Vídeo: Turma da Mônica em Alimentos Saudáveis (Julho 2022).


Comentários:

  1. Ryland

    Sua ideia útil

  2. Tejas

    Não entendo o motivo de tanta agitação. Nada de novo e opiniões diferentes.

  3. Kivi

    Nele algo está. Claramente, eu aprecio a ajuda neste assunto.

  4. Wilbert

    trunfo

  5. Imran

    Na minha opinião você não está certo. Vamos discutir. Escreva para mim em PM, vamos nos comunicar.

  6. Yanisin

    the admirable message



Escreve uma mensagem